O “BAPTISMO DO PRÍNCIPE DE DONGO” (Angola) e a referência à Igreja de Nossa Senhora de Nazareth, à Pederneira e ao Forte

BAPTISMO DO PRÍNCIPE DE DONGO [1] (1-5-1674) SUMARIO- Como o Príncipe D. Filipe, filho do Rei desbaratado do Dongo, veio prisioneiro para Alcobaça e ali foi baptizado no dia 1 de Maio de 1674, sendo padrinho o D. Abade Geral, na presença de todo o convento. Segunda feira vinte & noue de Mayo de 1673, entrou em este Real Mosteiro de Alcobaça o Princepe negro chamado Golamona, que vale o mesmo que D. Felipe, vnico filho de Gola ou D. loam de Dongo, e Pedras, e da Rainha Camaça, idest D. loanna, os quaes Manefutos ou Reys seus Paez morreram ambos na guerra que o nosso Governador de Angola lhe fez o ano passado de 1671 e o dito princepe ficou prisioneiro com Cabangua idest D. Diogo seu tio, irmão del Rey seu pae, e ambos vieram pera Lisboa aonde o tio morreu de bexigas e o Princepe por ordê do…

0 Comments

Chalet Salvadora: o antes e o agora

Foto: Silvano Bem (Julho de 2019) Chalet Salvadora na Vila da Pederneira, BPI de Papel. e Tip. Paulino Guedes & Saraiava, Lisboa, 1904, ou In O Occidente, n.º 997, p. 196 Com a ajuda de alguns amigos, em particular do Silvano Bem, hoje podemos ter 99,99% de certeza que o “Chalet Salvadora” ainda continua no local onde foi construído inicialmente.  Naturalmente que as alterações que foi sofrendo ao longo dos anos, e as várias utilizações que foi tendo, transformaram a sua arquitectura, adaptando-a às funções e necessidades que, paulatinamente, iam sendo “pensadas”. Trata-se de um processo absolutamente normal, seja em casas para habitação, espaços comerciais e até igrejas (note-se nas várias transições/cronologia dos estilos arquitectónicos destes espaços: românico, gótico, barroco…etc). No entanto, o que importa neste caso, é que apesar do tempo, conseguimos identificar e “ligar” o edifício actual com o da gravura dos princípios do século XX. E é…

0 Comments