Os livros de Registo Paroquial do Valado: o exemplo de um baptismo

É de relevante interesse a realização de um estudo sobre as origens geográficas dos naturais e habitantes de Valado dos Frades. As datas extremas existentes no Arquivo Distrital de Leiria nos livros de baptismo, casamento e óbito iniciam-se, respectivamente, em 1782, 1824 e 1791. Antes dessas datas podemos encontrar registos de baptismos, casamentos e óbitos na Freguesia de Nossa Senhora das Areias, Pederneira. Ora, este "cenário" levanta, de imediato, a questão sobre a data de edificação da primeira igreja em Valado dos Frades. Isto sem prejuízo da capela existente na Quinta do Campo, ainda referenciada em finais do século XVIII.  Será que o desaparecimento de uma poderá ter dado origem à edificação de uma outra? Uma questão que necessita de um trabalho de investigação profundo e baseado em documentação credível. Seja como for, damos hoje nota do 2º baptismo existente no Livro N.º1 do Valado, 1782-1789. É, também, de levar…

0 Comments

Moinhos de Águas Belas – Valado dos Frades

São muitas as referências sobre a actividade de moleiro no concelho da Nazaré, em particular, no local de Águas-Belas. De facto, os paroquiais são, mais uma vez, uma fonte de grande importância para o conhecimento dos nomes que desde os princípios do século XVII (data extrema dos paroquiais da freguesia da Pederneira), ali exerciam a sua actividade. Dessa actividade, já desaparecida, restam os registos e já poucos relatos de pessoas que ainda trabalharam nos moinhos espalhados pelo território do actual concelho da Nazaré, antigo concelho da Pederneira. Locais como Águas Belas, Serra da Pescaria, Raposos, Sítio de Nossa Senhora da Nazaré e a zona do Rio Novo, são mencionados nesses documentos, permitindo, assim, mapear essa actividade ancestral. Esperando que esta temática possa um dia despertar o interesse de algum investigador que não nós, por manifesta falta de tempo, aqui fica um dos registos. «Aos vinte e quatro dias do mes…

0 Comments