A pedra da “Panela”

  Quantas histórias esconde a “Pedra da Panela”? Muitas, com certeza. Hoje, quase escondida pelas areias que as correntes predominantes de norte depositam a sul do Promontório, apenas deixa antever um pequeno vestígio da sua imponência. Assente sobre outras pedras, permitia a passagem por baixo e, ali ao redor, pescava-se ao caboz, com os pequenos anzóis, um pouco de seda e uma cana que arranjávamos logo ali ao lado, na encosta, junto à Fontinha, entre outras brincadeiras. Uma dessas histórias, contando a minha, passou-se num fim de tarde de verão há muitos anos, décadas, com um polvo branco que parecia estar a “descansar” em cima de uma pedra, mesmo ao lado da pedra da Panela. O polvo, sossegado que estava, chamou a nossa atenção, a minha e a do meu amigo de infância, Luís Estrelinha, e sem grandes hesitações lá agarrámos o polvo. Era pesado e grande. Nós, que não…

0 Comments