Uma filha do Governador do Forte de São Miguel

Dona Maria Cândida de Lafetá e Souza era filha de um dos Governadores do Forte de São Miguel, José Caetano de Lafetá e Sousa e de sua mulher, Thereza Correia. Isto apesar de Godinho Granada, nos seus estudos, referir que o mesmo foi casado uma tal de D. Flávia Feliciana de Lafeta e Sousa. Disso, demos nota num artigo datado de 5 de Fevereiro de 2018. Portanto, apenas podemos conjecturar que Dona Maria Candida de Lafeta e Sousa deverá ser filha de um outro casamento do Governador do Forte de São Miguel. Seja como for, Dona Maria Candida de Lafeta e Sousa morreu no dia 16 de Janeiro de 1810, tendo sido sepultada na Igreja Matriz na Pederneira, não se referindo no registo de óbito em causa, a naturalidade ou a idade da falecida.[1] * Quanto ao apelido Lafetá, a Pedatura Lusitana remete para um tal de João Francisco de…

0 Comments

Mais um soldado do Forte de São Miguel: Francisco Ferreira

Aos poucos e poucos vamos "reconstruindo" a caracterização humana do Forte de São Miguel. Desta feita, mais um soldado do Forte de São Miguel do Sítio. Francisco Ferreira, de seu nome, e cuja naturalidade não é mencionada no registo, era soldado no dito Forte, tendo falecido, ao que parece, não no exercício das suas funções, mas pondo termo à sua vida, por enforcamento, "numa logea de sua casa", no dia 15 de Janeiro de 1784, conforme consta do registo em causa. Nada mais podemos ou devemos acrescentar a esta notícia, ficando por saber se era natural da Freguesia da Pederneira ou se era de fora. Fica, talvez para sempre, por saber a razão de tão radical decisão de pôr termo à vida. Fica, no entanto, esta informação esperando que um dia possamos, agregando outras especialidades, outras pesquisas, juntar as pontas aqui apresentadas e possamos conhecer os nomes, as origens geográficas…

0 Comments