De Figueiró dos Vinhos – empregado no correio (1897)

«Aos trez dias do mez de Janeiro do anno de mil oitocentos e noventa e sete, no Sitio da Nazareth desta freguesia de Santa Maria das Arêas da Pederneira, concelho d'Alcobaça, Patriachado de Lisboa, ás onze horas da noite falleceu tendo sido so ungido, um individuo do sexo masculino por nome Francisco Teixeira de Araujo, d'edade de sessenta e quatro annos, cazado com Maria do Livramento Remigia, empregado do Correio, residente no mesmo Sitio da Nazareth, natural da freguesia de Figueiró dos Vinhos; Ignora-se a filiação. Não deixou filhos; não consta ter feito testamento; e foi sepultado no cemiterio publico desta Parochia. E para constar lavrei em duplicado este assento que assignei. Era ut supra. O parocho José Pereira Garcia»* *ADLRA - Livro de Registo de Óbitos da Freguesia da Pederneira, 1897, f.1.

2 Comments

Religiosa Professa no Convento de Figueiró dos Vinhos

São, também, os registos de gente de fora que engrandecem a história da Nazaré.  Este registo de óbito poderá ter interesse para as pessoas que estudam as genealogias de Figueiró dos Vinhos e de Tomar, em particular na parte eclesiástica, embora saibamos que muitas vezes com a entrada na vida eclesiástica as freiras e os frades adoptavam outros nomes, mais ligados à devoção, perdendo, assim, a ligação à família de onde provinham. Não existem limites para a genealogia, e muito menos para as funções que os nossos antepassados desempenharam. Também eu tive uma tia-avó paterna que dedicou a sua vida a Deus, sendo freira e passando muitos anos em serviço no Hospital da Casa de Nossa Senhora da Nazaré (Sítio). Aqui fica então o testemunho coevo de uma tal de Dona Arcenia. «Aos vinte e quatro dias do mez de Setembro de mil oitocentos trinta e sinco annos na Praia…

0 Comments