O “BAPTISMO DO PRÍNCIPE DE DONGO” (Angola) e a referência à Igreja de Nossa Senhora de Nazareth, à Pederneira e ao Forte

BAPTISMO DO PRÍNCIPE DE DONGO [1] (1-5-1674) SUMARIO- Como o Príncipe D. Filipe, filho do Rei desbaratado do Dongo, veio prisioneiro para Alcobaça e ali foi baptizado no dia 1 de Maio de 1674, sendo padrinho o D. Abade Geral, na presença de todo o convento. Segunda feira vinte & noue de Mayo de 1673, entrou em este Real Mosteiro de Alcobaça o Princepe negro chamado Golamona, que vale o mesmo que D. Felipe, vnico filho de Gola ou D. loam de Dongo, e Pedras, e da Rainha Camaça, idest D. loanna, os quaes Manefutos ou Reys seus Paez morreram ambos na guerra que o nosso Governador de Angola lhe fez o ano passado de 1671 e o dito princepe ficou prisioneiro com Cabangua idest D. Diogo seu tio, irmão del Rey seu pae, e ambos vieram pera Lisboa aonde o tio morreu de bexigas e o Princepe por ordê do…

0 Comments

Sara, de Novo Redondo, da cidade de Luanda

«Aos oito dias do mez de Julho do anno de mil oito centos noventa e sete no logar da Praia desta freguesia de Santa Maria das Arêas da Pederneira, concelho d'Alcobaça, Patriarcado de Lisboa, ás onze horas da noite falleceu, tendo sido ungida um individuo do sexo feminino por nome Sara, de edade de dezoito annos, solteira, criada de servir ultimamente em casa de Dona Virginia Gregorio Conde, proprietária, na dita Praia, em cuja companhia viera ha quatro annos, da cidade de Loanda (Africa), natural do Novo Redondo, districto de Loanda, filha de paes incognitos. Nao fez disposições testamentarias, e foi sepultada no cemitério publico desta parochia. E para constar lavrei em duplicado este assento que depois de ser lido e conferido assignei. Era ut supra. O parocho Jose Pereira Garcia»* *ADLRA - Livro de óbitos da Freguesia da Pederneira, 1897, registo nº 57

0 Comments