Breve contributo para uma abordagem ao apelido Murraças na Nazaré

Apresentamos agora uma muito breve abordagem, maioritariamente baseada na nossa genealogia, ao apelido Murraças no antigo Concelho da Pederneira, actual Concelho da Nazaré.

Alertamos, contudo, que se trata de partilhar, apenas e só, alguma da informação que temos sobre este apelido, posto que o estudo se encontra longe de estar completo.

Sendo assim, um tal de António Murraças e Ritta Caldeirada são avós de um tal João que foi baptizado no dia 15 de Junho de 1865, filho de Urbano de Castro e de sua mulher Rosa Murraças, todos moradores na Praia.[1]

Urbano e Roza casaram no dia 31 de Janeiro de 1864, sendo que os pais do noivo já tinham falecido à altura do referido casamento.[2]

Roza haveria de nascer no dia 26 de Março de 1830, tendo sido batizada no dia 5 de Abril do mesmo ano.[3]

Era filha do tal António Murraças e de Ritta de Jesus. Mas no registo de batismo da mesma, o pai aparece como António Vieira Murraças Júnior e a mãe com o nome de Ritta de Jesus da Falca. Neta paterna de António Vieira Murraças e de Thereza de Jesus Vasca (óbito, 25 de Abril de 1811). Neta materna de Caetano Ferreira da Falca e de Maria do Nascimento.[4]

Dos irmãos de Roza constam António Vieira Murraças (1817-1888), João Vieira Murraças (1822-1872) e António Filippe Vieira Murraças que faleceu “nos bancos da Terra Nova”, conforme escrevemos neste espaço no passado dia 30 de Novembro de 2019.[5]

António Vieira Murraças terá falecido no Sítio da Nazaré no dia 28 de Agosto de 1814.

Acrescente-se ainda que casou em segundas núpcias com uma tal Gerarda Maria de São José.

Posto isto, o que parece de relevar nesta fase é que o apelido Murraças parece ter derivado da composição deste com o apelido Vieira mantendo-se, um e outro, até à actualidade.

Seguindo um dos ramos:

– António Vieira Murraças (?-1814)

– António Vieira Murraças Junior (?-1853)

– António Vieira Murraças (1817-1888)

– Maria Murraças da Purificação (1839-1918)

– Amarina Murraças (1881-1949)

Dos restantes contamos ir apresentando alguns elementos, conforme a nossa disponibilidade, sabendo que o apelido Murraças e/ou Vieira Murraças é um dos mais conhecidos na comunidade nazarena, conhecendo-se, inclusivamente, casamentos em que o apelido do homem e da mulher se juntaram, dando Murraças Murraças!

Continua…

[1] GRANADA (1996:329).

[2] ADLRA – Freguesia da Pederneira, Livro de Casamentos, 1864, f. 31.

[3] ADLRA – Freguesia da Pederneira, Livro de Baptismos, 1830, f. 258.

[4] Segundo o estudo do Autor.

[5] https://pedradoporto.com/index.php/2019/11/30/antonio-vieira-murracas-um-bacalhoeiro-do-seculo-xix-natural-da-pederneira-nazare-parte-i/ (acedido em 28/04/2020)