Afinal em que ficamos?

Aos trinta dias do mes de Abril de mil sette centos e vinte, eu Domingos Mendes de Britto vigro Dei Licença  ao P.e Joseph velho Coutinho, vigo da villa de Cellir do matto para Receber nesta Parochial in face Eclesiae a Nicolau de Almeida Roiz filho legítimo do Cappitão Manoel de Almeida Roiz e de sua molher Maria Paulina do Sitio da Nazareth desta Frga com Caetana Luiza Legitimada por Sua Majestade filha do P.e João do Souto velho, já defunto, e de Maria Roiz desta villa; que asim dizião nos banhos, e na certidão do Baptismo passada pello P.e Luis vieira de Sousa, cura em a Parochial de Nossa Senhora da Luz de Maceira, Bispado de Leiria estava filha de Jeronima solteira da villa das Pederneyra Pay incógnito; e os recebeo na forma do Sagrado Concilio Trid -e Constitu – deste Patriarchado tudo em minha prezencia, e das testemunhas Luis Ignacio Pereira governador do forte, Antonio Gomes Duetes, e João da Crus Pinheir.o, Tizoureyro desta Igreja.*

*ADLRA – Freguesia da Pederneira, Livro de Casamentos, Ano de 1720, f. 31.

O Padre João do Souto Velho também era conhecido por João do Souto e Aguiar ou João do Soutto Velho e Aguiar. Oriundo de Salir do Mato. GRANADA (1996:152). 

A sua ascendência, e talvez a sua naturalidade, pode ter origem na Maiorga. GRANADA (1996:541 e 542).